Conversando sobre livros com Mimin

Olá, Feliz Natal! Hoje fui entrevistada  pela minha avó Graça Graúna e conversamos sobre livros! Faz muito tempo que escrevi aqui e voltei à ativa com esse novo post (que também está no blog dela: http://vovopassaro.blogspot.com.br):

”Conversando sobre livros com Mimin

Iasmin no Recife Antigo. Foto tirada por Agnes Pires.

Iasmin no Recife Antigo. Foto tirada por Agnes Pires.

Iasmin (ou Mimin) não se lembra, mas quando era bem pequenina sua mãe (Agnes) fazia leituras para ela; desse jeito ela leu –  pelo olhar de sua mãe:  “O pequeno príncipe”, de Saint-Exupéry. Nesse embalo, Iasmin conheceu  alguns clássicos a exemplo de “O patinho feio”, “Alice no país das maravilhas” e livros sobre a vida de grandes artistas: Michelangelo, da Vinci, Picasso e por aí se vai; uma leitura que começou em torno dos três aninhos. Hoje, Mimin escolhe  os livros que deseja ler e compartilha a sua leitura no Blog que leva o seu nome. O ato de ler pode ser uma brincadeira séria e ao mesmo tempo muito prazerosa.

Gosto muito de Mimin por sua inteligência, afeto e delicadeza; razão pela qual deu vontade de fazer umas perguntinhas que ela tão gentilmente respondeu:

Graça Graúna (GG): Por que e para que você lê?

Mimin: porque gosto de conhecer novas historias. Por meio delas, amplio meu vocabulário e fico mais inteligente.

GG: Dos livros que você já leu, comente os que deixaram você emocionada.

Mimin: “Sapato de salto”, de Lygia Bojunga e “A culpa é das estrelas”, de John Green. Comecei a ler Lygia Bojunga incentivada por um professor de português. Ela escreve de uma forma tão simples e delicada que comove a gente. Nesse livro a autora escolheu um tema muito polêmico que é o abuso sexual na infância. Por ser considerada, ainda, uma criança, tomei para mim o sofrimento passado pela personagem que é uma menina de aproximadamente 10 anos de idade. Fiquei incrédula com  a situação sofrida por ela.

Eu me emocionei também com o livro de John Green, por causa do tema: adolescentes com câncer. Esse livro me fez pensar que eu devo aproveitar os meus momentos da melhor forma possível.

GG: Como surgiu a ideia de fazer um blog para comentar os livros que você lê?

Mimin: eu sempre gostei de ler e conversar sobre livros. Minha mãe, percebendo isto, sugeriu que eu criasse um blog; na verdade, ela criou o blog e intitulou: “Leituras da Mimin”. Gostei muito da ideia, é a minha cara, o desenho que a minha mãe fez do blog é muito romântico.

GG: Você gosta de escrever? Por que e para quem você escreve?

Mimin: eu gosto de escrever para por em prática as palavras que aprendi e para mostrar que eu estou descobrindo o mundo da leitura. Escrevo para quem tem disponibilidade de visitar meu blog.

GG: Tem vontade de escrever um livro? Sobre que você escreveria?

Mimin: tenho sim vontade de escrever um livro; mas daqui a uns vinte anos, quando – provavelmente – terei interesses diferentes dos que tenho agora. ”

Anúncios

Um pensamento sobre “Conversando sobre livros com Mimin

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s